A Princípia Editora é uma casa editora independente fundada em 1997 que publica ou coedita, autonomamente ou em parceria editorial com instituições públicas e privadas (empresas e pessoas a título individual, fundações ou associações, entidades públicas e autárquicas), textos de autores portugueses e traduções de trabalhos escritos e publicados originalmente noutras línguas por relevantes autores internacionais.

Ao longo da sua atividade editorial, a Princípia Editora tem criado marcas que colocam no mercado português livros caraterizados pela atualidade, pela utilidade dos temas abordados e pela satisfação de procuras especializadas. Desta forma a Princípia consegue oferecer desde títulos científicos a temas religiosos, passando pela literatura, a arte e o desporto ou a música através das suas oito chancelas: a Principia (desde 1997 para ensaios e manuais nos domínios académicos e universitários, incluindo a investigação e a divulgação científicas), a Sopa de Letras (desde 2002 como chancela generalista), a Lucerna (desde 2003 para livros sobre temas relacionados com as religiões, principalmente com o catolicismo), a Sete Mares (desde 2005 para obras relativas ao mar, desporto, aventura e turismo), a Casa Sassetti (desde 2006 para projetos nos domínios das artes, especialmente da música sem limite de géneros),  A Tribuna da História (fundada em 2003 e integrada desde 2012 para os domínios da história e da militária),  a Cascais Editora (desde 2009 para publicação de projetos de autor) e a Calcutá (a partir de 2019 para projetos especiais nos domínios da Religião, da História e da Filosofia ).

Paralelamente à atividade editorial própria, a Principia Editora também tem vindo a desenvolver áreas de negócio associadas à prestação de serviços editoriais, com a produção editorial de obras editadas por terceiros – empresas, universidades, instituições públicas ou associações técnico-científicas, além de edições de autor.